Monday, August 23, 2010

Esta noite serei seu vampiro

Depois de pensar um segundo
Quero dizer que aceito
A proposta de morar em seu peito.
Esta noite serei seu escravo
Pra te libertar de falsos pudores.
Ou se quiser serei poeta
Com meus versos, canções e flores.
Serei a água que te mata a sede
Trazida em beijos, em língua e desejos.
Serei seu bandido roubando em seu corpo
As vestes, a castidade a nudez.
A vontade de se entregar
E sentir o que é... mais de uma vez.
Já que você me abriu as portas
Da sua casa e do seu corpo
Então eu serei seu vampiro.


Não adianta luz, nem cruz, nem alho
Eu beberei o seu suor
Como cada gota de orvalho.
Com olhos de quem não quer nada
Te darei o mundo inteiro.
Você em minha frente ajoelhada
Será o meu desejo primeiro.
Depois beijarei seu pescoço,
Roçarei seu rosto e direi no ouvido
Palavras doces que terão o sabor
Que você só descobrirá
À meia noite, a luz do luar
Quando nós fizermos amor.

Vampiro

4 comments:

Whispers said...

Querido Vampiro,

Ainda bem que vais aceitar
Em meu castelo ficar
Que do meu suor vais saborear
E eu do teu gozo vou beber
Noite dentro vamos galopando
Esquecindo o mundo que la fora existe
Solto meu cabelo,em teu rosto com ele brinco
Meus seios ofereço-te, duros
lamba-os,chupe-os,assim mesmo e que gosto
Me aperte entre tuas mãos
Me tire os meus mais loucos gemidos
Desfruta em mim
O prazer que tenho pra te dar
Desembrulha-me ....


.....Noite a fora....
Me deixa assim nua...mas satisfeita de poesia
Das letras gravadas no corpo
Que tanto me fazem excitar
E falando baixinho ao teu ouvido
Te peco pra me penetrar
em delírio febril
Morrendo em cada orgasmo que me tiras
Que só tu vampiro és capaz
seja de joelhos ou seja em pé
Na cama ou no chão
Dou-me inteira sem pudor
Gozando cada segundo
Quando em noite de luar fazemos amor

Mil beijos
Wicca

O Profeta said...

Só, sou ilha plantada no Oceano
Açoitada por ventos de paixão
De manto verde me deito em seu colo
Esperando descobrir na bruma o rosto da contradição

Descobri uma singela e simples coisa
No meio daquilo que pensei ser mágoa
Que depois de separar o sal de uma lágrima
Ficou este ser feito de...Agua...


Doce beijo

Palco Mudo said...

Os vampiros são seres que nos apaixonam. Nunca entendi bem o porquê, mas são de uma fascinação louca.

Gostei do Blog. Parabéns! :)

Vieira Calado said...

Está muito bom...

para um vampiro!

E a música... idem...

Saudações poéticas